Mulheres que Superam

Em anos de experiência conhecemos mulheres com realidades diferentes. Em meio a muitos casos, algumas histórias se destacam. Leia algumas histórias de mulheres que fizeram a diferença e buscaram seus direitos. Você também pode!

Maria da Penha

Maria da Penha conheceu Marco Antonio Heredia Viveros, colombiano, quando estava cursando o mestrado na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo em 1974. À época, ele fazia os seus estudos de pós-graduação em Economia na mesma instituição.

Naquele ano, eles começaram a namorar, e Marco Antonio demonstrava ser muito amável, educado e solidário com todos à sua volta. O casamento aconteceu em 1976. Após o nascimento da primeira filha e da finalização do mestrado de Maria da Penha, eles se mudaram para Fortaleza, onde nasceram as outras duas filhas do casal. Foi a partir desse momento que cirurgias e mesmo depois da recuperação ela teria complicações por causa do acidente pelo resto de sua vida chegando a relatar: “E a sensação nunca mais me deixou, de que meu corpo carrega em si todas as chagas do mundo.”nasceram as outras duas filhas do casal. Foi a partir desse momento que essa história mudou.

Maria da Penha

Maria da Penha conheceu Marco Antonio Heredia Viveros, colombiano, quando estava cursando o mestrado na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo em 1974. À época, ele fazia os seus estudos de pós-graduação em Economia na mesma instituição.

Naquele ano, eles começaram a namorar, e Marco Antonio demonstrava ser muito amável, educado e solidário com todos à sua volta. O casamento aconteceu em 1976. Após o nascimento da primeira filha e da finalização do mestrado de Maria da Penha, eles se mudaram para Fortaleza, onde nasceram as outras duas filhas do casal. Foi a partir desse momento que

essa história mudou. As agressões começaram a acontecer quando ele conseguiu a cidadania brasileira e se estabilizou profissional e economicamente. Agia sempre com intolerância, exaltava-se com facilidade e tinha comportamentos explosivos não só com a esposa mas também com as próprias filhas.

Frida Kahlo

Filha de pai alemão e mãe espanhola, Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón, mais conhecida por seu pseudônimo artístico, Frida Kahlo, nasceu no dia 06 de julho de 1907, na vila de Coyoacán, próxima à cidade do México.

Frida teve uma vida marcada por doenças: com seis anos de idade contrai poliomielite, que lhe deixa uma sequela no pé.

Com 18 anos sofre um grave acidente de ônibus, momento trágico, mas foi durante o período em que esteve se recuperando que surgiu a pintora. Frida levou vários meses para se recuperar. Ao todo foram necessárias 35

cirurgias e mesmo depois da recuperação ela teria complicações por causa do acidente pelo resto de sua vida chegando a relatar: “E a sensação nunca mais me deixou, de que meu corpo carrega em si todas as chagas do mundo.”nasceram as outras duas filhas do casal. Foi a partir desse momento que essa história mudou.

Frida Kahlo

Filha de pai alemão e mãe espanhola, Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderón, mais conhecida por seu pseudônimo artístico, Frida Kahlo, nasceu no dia 06 de julho de 1907, na vila de Coyoacán, próxima à cidade do México.

Frida teve uma vida marcada por doenças: com seis anos de idade contrai poliomielite, que lhe deixa uma sequela no pé.

Com 18 anos sofre um grave acidente de ônibus, momento trágico, mas foi durante o período em que esteve se recuperando que surgiu a pintora. Frida levou vários meses para se recuperar. Ao todo foram necessárias 35

cirurgias e mesmo depois da recuperação ela teria complicações por causa do acidente pelo resto de sua vida chegando a relatar: “E a sensação nunca mais me deixou, de que meu corpo carrega em si todas as chagas do mundo.”nasceram as outras duas filhas do casal. Foi a partir desse momento que essa história mudou.

Dúvidas Frequentes

As medidas protetivas podem ser solicitadas a autoridade policial ou ainda, se a vítima assim desejar, através de advogada/o, que encaminhará o pedido ao juiz, que tem um prazo de 48 horas para decidir sobre o pedido e ordenar como deve ser o cumprimento da medida.

Sim. É importante lembrar que, o boletim de ocorrência e o exame de corpo de delito devem ser feitos o quanto antes após o ocorrido, mas se isso não ocorreu e o fato foi relatado a outras pessoas, estas podem testemunhar para provar o crime.

Todos têm o dever de cooperar com a Justiça, bem como de dizer a verdade em juízo, sob pena de cometer o crime de falso testemunho.

Não. A violência doméstica, além da física, também pode ser psicológica, sexual, moral e patrimonial.

Não. O direito à liberdade de expressão é garantido por lei, mas a lei também protege a honra e a imagem das pessoas. O ideal é procurar os meios legais para resolver o problema.

Representação é a manifestação expressa da vontade de ver processado criminalmente o autor do fato.